Shangqiu (Honã, República Popular China) na atualidade.

As missões, projetos sociais e ações solidárias são uma constante na ação da Família Agostiniana Recoleta. A Província de São Nicolau de Tolentino sempre viveu em missão, desde seu nascimento motivado pela abertura das primeiras missões de evangelização nas Filipinas no século XVII. Desde então, tem exercido sua atividade evangelizadora seguindo o mandato de Jesus nos lugares hoje chamados de “fronteira”: ali onde é necessário defender a dignidade da vida humana, a justiça social, a igualdade de oportunidades, a defesa dos mais vulneráveis.

Honã é uma das províncias setentrionais da China. O território dado aos Recoletos era uma extensão de 8.000 km2 com uma população entre 2,5 a 3 milhões de habitantes; uns 600 cristãos. É uma região plana e muito bem comunicada por linhas ferroviárias Lunghai-Pienlo e Hankaw-Beijing.

As colheitas dependiam totalmente das chuvas. Tudo era terreno de cultivo: trigo, cevada, feijão, milho, sésamo, algodão, amendoim, pêssego, ameixa, pera… De abril a novembro os campos produziam, mas o resto do ano era tempo de fome. O clima com dois extremos. No inverno a temperatura baixa até menos 15ºC, e no verão sobe até 40ºC.

A maior população se concentrava nas cidades: Kweiteh (centro da missão, hoje chamada Shangqiu), Kaocheng, Ningling, Chechen, Yungcheng, Siayi e Yucheng, defendidas por uma dupla muralha. O idioma mandarim foi a primeira grande dificuldade dos missionários recém-chegados.

PÁGINA SEGUINTE: c. Primeira etapa (1924-1930)


ÍNDICE DE PÁGINAS: MISSÕES